Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

PGR quer fechar ciclo da Lava-Jato

O desentendimento entre a PGR e a força tarefa da Lava-jato em Curitiba deve piorar nos próximos dias. Enquanto a cúpula do MPF entende que a Lava-Jato deve caminhar para fechar seu ciclo e buscar um desfecho, os procuradores de Deltan Dallagnol se recusam a compactuar com tal visão. Na PGR, o temor é que […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 21h43 - Publicado em 28 set 2016, 15h42
Proposta fortalece Ministério Público

Visões distintas

O desentendimento entre a PGR e a força tarefa da Lava-jato em Curitiba deve piorar nos próximos dias.

Enquanto a cúpula do MPF entende que a Lava-Jato deve caminhar para fechar seu ciclo e buscar um desfecho, os procuradores de Deltan Dallagnol se recusam a compactuar com tal visão.

Na PGR, o temor é que a operação sem fim de Dallagnol municie os adversários políticos e jurídicos da operação e leve a Lava-Jato para um desfecho próximo ao da sua prima italiana, Mãos Limpas.

(ATUALIZAÇÃO às 14h33 no dia 29/09: A PGR entrou em contato com a coluna para informar que o grupo de trabalho criado para auxiliar o procurador-geral da República nos processos da Operação Lava Jato reafirma a plena confiança na atuação comprometida e isenta do Coordenador da Força-Tarefa da Lava Jato em Curitiba e de todos os outros 10 membros do Ministério Público Federal que integram o grupo, todos com qualificação técnica de excelência e vasta experiência em investigações complexas de combate à corrupção. Esclarece também que, ao contrário do que afirma nota publicada pela coluna Radar on-line nesta quarta-feira, 28 de setembro, não há qualquer divergência entre os dois grupos).

Continua após a publicidade

Publicidade