Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Petista tenta evitar guerra entre Paes e Castro sobre lockdown no Rio

Presidente da Alerj, André Ceciliano deve entrar em cena para driblar imbróglio sobre fechamento de cidades no Rio

Por Mariana Muniz Atualizado em 22 mar 2021, 16h32 - Publicado em 22 mar 2021, 16h27

Com a ida do governador em exercício do Rio à Assembleia Legislativa para entregar o projeto que cria o “superferiado” no estado, o presidente da Casa, André Ceciliano (PT), deve entrar em campo para evitar uma guerra entre Claudio Castro (PSC) e o prefeito Eduardo Paes (DEM).

Interlocutores do presidente da Alerj ouvidos pelo Radar afirmam que o deputado vai tentar diminuir a temperatura do imbróglio que se criou desde o anúncio de que o governador tentaria barrar medidas mais restritivas adotadas pelas prefeituras para tentar controlar a covid-19 no estado.

A ideia do petista é levar ao governador, de quem é próximo, o entendimento de que a adoção das medidas restritivas cabe aos prefeitos — não sendo papel do estado interferir nisso.

Mais cedo nesta segunda-feira, Paes chegou a chamar de “CastroFolia” a criação de um feriadão de 10 dias no estado do Rio sem que as cidades possam decidir sobre o funcionamento de bares e restaurantes. “A micareta do governador! Definitivamente ele não entendeu nada do objetivo de certas medidas”, disse o prefeito do Rio. 

Continua após a publicidade
Publicidade