Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Pesquisa mostra como brasileiro se entregou aos doces na pandemia

No isolamento do lar, famílias ampliaram consumo de sobremesas.

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 28 jul 2020, 17h05 - Publicado em 28 jul 2020, 15h32

Levantamento do Grupo Pão de Açúcar mostra que o brasileiro se entregou ao “pecado” dos doces durante o isolamento na pandemia.

As vendas dos produtos — marca exclusiva do grupo — na categoria “indulgência” cresceram 37% entre março e junho, na comparação com o mesmo período do ano passado. Doces e sobremesas tiveram aumento de 96%, seguidos de biscoitos salgados (85%) e salgadinhos (79%).

Como as pessoas têm cozinhado mais em casa, elaborando as próprias receitas, o levantamento constatou aumento no consumo de óleos (+ 129%), leite condensado (+ 128%), grãos e farináceos (+ 119%), azeites (+ 112%), creme de leite (+ 105%) e queijos (+ 102%). Haja academia!

Publicidade