Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Pazuello vai ao olho do furacão da CPI sem cobertura na caserna

General é visto com desconfiança e distanciamento por antigos aliados no meio militar

Por Robson Bonin Atualizado em 3 Maio 2021, 17h53 - Publicado em 3 Maio 2021, 09h29

Na mira da CPI da Covid-19, o ex-ministro Eduardo Pazuello perdeu boa parte do apoio e solidariedade que tinha da caserna no período em que estava no comando da Saúde.

Quando virou alvo do STF e da Polícia Federal por incompetência na condução do combate à pandemia, o general chegou a receber suporte da cúpula militar, a partir da gestão de Fernando Azevedo, então ministro da Defesa.

O avanço de Bolsonaro contra Azevedo e os chefes das Forças Armadas fez com que Pazuello, o pivô da crise, se tornasse “alemão” na caserna.

Leia Também:

Continua após a publicidade
Publicidade