Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Pazuello se despede do Comando da Amazônia

Ministro interino da Saúde, general deixa 12ª Região Militar nesta quinta e dá sinais de que fica mais tempo em Brasília

Por Mariana Muniz Atualizado em 20 ago 2020, 08h44 - Publicado em 20 ago 2020, 07h30

O ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, entrega definitivamente nesta quinta-feira o comando da 12ª Região Militar, o chamado “comando da Amazônia” – que reúne Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima.

Ao passar o bastão do comando que assumiu em janeiro, Pazuello dá sinais de que não pretende ir embora de Brasília e do Ministério da Saúde, onde completa quatro meses de interinidade, tão cedo.

Desde a última crise política que enfrentou – as críticas do ministro do STF Gilmar Mendes, que acusou o governo de adotar uma política de “genocídio” durante a pandemia em associação com o Exército – o clima parece ter distensionado.

ASSINE VEJA

A encruzilhada econômica de Bolsonaro Na edição da semana: os riscos da estratégia de gastar muito para impulsionar a economia. E mais: pesquisa exclusiva revela que o brasileiro é, sim, racista
Clique e Assine

Com o Brasil em tendência de queda nos casos de coronavírus, aliados apostam na permanência de Pazuello na pasta até o final do ano.

Continua após a publicidade

Publicidade