Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Partidos ignoram ameaça de Bolsonaro sobre veto ao fundão

Promessa de veto presidencial não foi levada a sério pelos caciques partidários, que tratam o debate do fundo bilionário como jogo jogado

Por Robson Bonin Atualizado em 21 jul 2021, 09h38 - Publicado em 21 jul 2021, 06h01

Com toda a pressão criada em torno do fundo eleitoral de 5,7 bilhões de reais, os caciques partidários da Câmara não ficaram nada contentes com a declaração de Jair Bolsonaro antecipando o veto ao dispositivo que prevê os gastos eleitorais para o próximo ano. Dito isso… A turma não levou a sério a fala do presidente, vista como mais uma bravata para a torcida.

+ Partidos isolam bolsonarismo, que perde o poder de sedução

Quem conversou com Arthur Lira e demais líderes nesta terça, ouviu um relato simples: a LDO é apenas uma previsão orçamentária, o orçamento ainda será discutido, e quem é contra a previsão de verbas deve lembrar das declarações de Bolsonaro sobre não realizar eleições no próximo ano. É preciso de dinheiro para bancar as campanhas, coisas da democracia.

Publicidade