Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Para Witzel, insultos de Bolsonaro indicam ‘como ele próprio se vê’

Vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril foi liberado há pouco pelo STF

Por Robson Bonin, Mariana Muniz, Evandro Éboli, Manoel Schlindwein - Atualizado em 22 maio 2020, 20h08 - Publicado em 22 maio 2020, 20h05

Um dos governadores atingidos pela chuva de insultos do presidente da República na reunião ministerial de 22 de abril, Wilson Witzel, do Rio de Janeiro, reagiu.

Pelas redes sociais, Witzel disse que os xingamentos dirigidos a ele pelo presidente são um retrato de como o próprio Bolsonaro se vê. O governador do Rio foi chamado de “estrume” pelo presidente da República. 

“A falta de respeito de Bolsonaro pelos poderes atinge a honra de todos. Sinto na pele seu desapreço pela independência dos poderes. E espero que num futuro breve o povo brasileiro entenda que, do que ele me chama, é essencialmente como ele próprio se vê”, escreveu no Twitter.

Publicidade