Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Para não encarar Ciro, Haddad cancela ida a Harvard

E dá protesto pela libertação de Lula como justificativa

Por Da Redação - Atualizado em 2 Apr 2019, 17h02 - Publicado em 2 Apr 2019, 13h29

Fernando Haddad (PT) cancelou sua ida ao Brazil Conference, evento organizado pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, no próximo sábado, 6, para não encontrar Ciro Gomes.

Haddad já estava confirmado para o debate, que trará os candidatos derrotados à Presidência da República nas eleições de 2018.

Ele, no entanto, disse posteriormente que não poderia ir porque pretende participar de um protesto pela libertação de Lula.

Além de Ciro, estarão na palestra Guilherme Boulos, Henrique Meirelles e Geraldo Alckmin.

Continua após a publicidade

Atualização: Fernando Haddad entrou em contato com a coluna e afirma que a direção havia organizado o evento para o domingo. E que não poderia ir porque leciona às segundas-feiras no Insper. “Não tenho professor substituto. Dependo do meu salário”. A dez dias do encontro, no entanto, a organização mudou a data para o sábado. Mas ele já havia assumido compromisso com o PT para ir numa caravana pela libertação de Lula. Haddad frisa que adoraria ir  a Harvard “porque acha que teria uma unidade nos debatedores devido ao desastre que é o governo Bolsonaro”. 

 

Publicidade