Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Para fugir da penhora, ex-diretor da Odebrecht passa imóvel para família

Manobra é comum para quem não quer perder um bem

Por Pedro Carvalho 29 Maio 2019, 14h25

O ex-diretor da Odebrecht Olívio Rodrigues Júnior instituiu um apartamento no Tatuapé, em São Paulo, avaliado em mais de 4,4 milhões de reais, como bem de família.

O pedido foi feito em 2017. Trata-se de uma manobra comum em cartórios para quem quer fugir da penhora de um imóvel.

 

Publicidade