Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Para driblar sombra no campo, Maracanã contrata ‘backup’ de grama

Gramado do estádio é castigado pela falta de luz de março a setembro e receberá 'bronzeamento artificial' de lâmpadas holandesas

Por Mariana Muniz Atualizado em 11 mar 2021, 17h56 - Publicado em 12 mar 2021, 12h30

De março a setembro, o gramado do Maracanã sofre um drama peculiar: um sombreamento na área oeste com a área norte do estádio. No ano passado, o fenômeno causou danos tão graves que a grama precisou ser trocada. 

Este ano, o estádio do Rio de Janeiro contratou duas fazendas, com grama plantada à disposição do estádio para substituição sempre que necessário for. As duas áreas juntas totalizam 21.000 metros quadrados e cobrem a área de três campos de futebol.

A solução não é barata: só o aluguel das fazendas, sem uso, não sai por menos de 500 mil reais. Além disso, o Maracanã conta agora com três equipamentos de lâmpadas holandesas que substituem o trabalho que a natureza faria por meio do sol. 

Publicidade