Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Para 55,8% dos brasileiros, Bolsonaro ‘sabia’ da corrupção na Saúde

O Instituto Paraná Pesquisas ouviu 2.006 brasileiros em todas as 27 unidades da federação entre os dias 5 e 8 de julho

Por Robson Bonin Atualizado em 19 jul 2021, 09h39 - Publicado em 19 jul 2021, 06h03

Levantamento nacional realizado no início do mês pelo Instituto Paraná Pesquisas mostra que 55,8% dos brasileiros acreditam que Jair Bolsonaro “sabia” da existência de corrupção nas negociações de compras de vacinas pelo Ministério da Saúde.

Para 28,8% dos entrevistados, o presidente “não sabia” das supostas negociatas que a CPI da Pandemia começou a desnudar. Outros 15,4% preferiram não opinar.

O instituto ouviu 2.006 brasileiros em todas as 27 unidades da federação entre os dias 5 e 8 de julho. A margem de erro é de 2,0%.

+ Do improviso à anarquia, erros na pandemia

As suspeitas de corrupção na compra de vacinas pelo governo Bolsonaro surgiram pelas mãos do deputado Luis Miranda, que levou o irmão dele, servidor da Saúde, até o presidente em março para apresentar papeis e provas de uma suposta pressão de grupos políticos pela compra da vacina Covaxin. Em outra frente, um cabo da Polícia Militar de Minas Gerais denunciou ter recebido pedido de propina de um diretor da gestão de Eduardo Pazuello na Saúde.

O presidente, depois de muitos dias em silêncio, acabou admitindo que foi alertado sobre as suspeitas de corrupção e afirmou que passou o caso para Pazuello, que nada constatou. A Polícia Federal abriu um inquérito sobre o caso, depois que o STF tornou o presidente formalmente investigado por prevaricação no episódio.

Continua após a publicidade
Publicidade