Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

País precisa ‘alinhar estratégias’ de combate o vírus, diz Eduardo Leite

Chefes de 23 estados -- somente quatro estados ainda não aderiram: Rondônia, Roraima, Acre e Tocantins -- vão divulgar carta nesta segunda

Por Robson Bonin Atualizado em 7 mar 2021, 23h59 - Publicado em 7 mar 2021, 23h57

Governador do Rio Grande do Sul, um dos estados mais castigados pelo agravamento da pandemia, Eduardo Leite diz ao Radar que o movimento dos governadores, que já reúne 23 chefes de estados, tem a missão de unir esforços para encontrar estratégias de atuação conjuntas para conter o avanço do coronavírus.

“Considero importante que possamos alinhar estratégias tendo em vista o estágio atual do contágio em boa parte das unidades da federação”, diz Leite.

Nesta segunda, os governadores irão divulgar uma carta sobre o movimento que busca suprir a lacuna de comando deixada pelo presidente Jair Bolsonaro, que além de se recusar a liderar o país na pandemia, atua para boicotar o trabalho preventivo dos estados e municípios.

Publicidade