Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Pacheco acerta com a CNBB e Senado votará agenda ambiental

É mais uma frente de pressão para fazer com que o governo adote medidas para proteger o meio ambiente

Por Robson Bonin Atualizado em 4 Maio 2021, 13h00 - Publicado em 4 Maio 2021, 13h26

Em reunião remota nesta terça com o arcebispo de Belo Horizonte e presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, comprometeu-se a levar para a reunião de líderes da Casa e pautar, na próxima semana, o projeto de lei 1.070, que dispõe sobre a Política Nacional de Educação Ambiental para instituir a Campanha Junho Verde. É mais uma frente de pressão para fazer com que o governo adote medidas para proteger o meio ambiente.

Ainda na conversa, a CNBB repassou ao chefe do Senado um documento assinado por mais de 60 bispos que atuam na Amazônia cobrando a retirada da tramitação do Projeto de Lei 510/2021, chamado por eles de projeto da grilagem.

Na carta, os bispos alertam para os impactos da medida na Amazônia e diz que “não há urgência ou lacuna legal que justifique o retorno de um projeto de lei sobre tema tão complexo”. Fazem parte desse esforço de diálogo com o poder público as entidades: Cáritas Brasileira, Rede Eclesial Pan-Amazônica, Movimento Católico Global pelo Clima.

Publicidade