Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Os extremos do PMDB

O PMDB, que obteve o maior número de prefeituras, encerra o primeiro turno com um raio-x preciso da ineficiência de seus diretórios regionais. A coisa está feia em uma seccional do Sul e outra do Nordeste. Quatro anos atrás, o partido elegeu 114 prefeitos na Bahia e apenas 44 agora. No Paraná, o total de […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 07h40 - Publicado em 10 out 2012, 12h32

Partido: raio-X das eleições

O PMDB, que obteve o maior número de prefeituras, encerra o primeiro turno com um raio-x preciso da ineficiência de seus diretórios regionais. A coisa está feia em uma seccional do Sul e outra do Nordeste. Quatro anos atrás, o partido elegeu 114 prefeitos na Bahia e apenas 44 agora. No Paraná, o total de peemedebistas vitoriosos despencou de 138 para 56.

Na contramão está São Paulo: de 70 prefeitos eleitos no estado em 2004, a legenda comemorou 88 vitórias desta vez. Apesar do fracasso do clã Sarney, que viu seu candidato ficar fora do segundo turno em São Luís, o partido ganhou espaço no Maranhão, passando de 16 para 47 prefeituras em quatro anos.

Publicidade