Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Os efeitos da quarentena: venda de bebidas em cápsula cresce 40%

B.blend observou que o intervalo de tempo entre os pedidos diminuiu 25%

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 16 jun 2020, 14h54 - Publicado em 16 jun 2020, 17h32

A plataforma de bebidas em cápsulas B.blend registrou 40% de aumento no volume de vendas entre março e abril, na comparação com janeiro e fevereiro deste ano. A empresa também observou que o espaço de tempo entre a recompra das bebidas diminuiu 25%, um indicativo de que os clientes estão consumindo mais, em menos tempo, e preferindo as bebidas em cápsulas durante o período de isolamento social imposto pelo coronavírus.

“O cenário atual trouxe uma busca por atividades e entretenimento dentro de casa, além da preferência pelas compras online”, explica o diretor de marketing e vendas da B.blend, Francisco Neves. A marca, uma joint-venture entre Ambev e Whirlpool, foi lançada no mercado brasileiro em 2014 pela Brastemp.

No cardápio da plataforma all-in-one, mais de 30 sabores de bebidas quentes ou geladas, com ou sem gás, alcoólicas ou não – do cappuccino ao gin tônica, passando por refrigerantes, sucos naturais e chás gelados. “As vendas via WhatsApp têm sido uma boa surpresa também, ficou claro que uma venda consultiva digital faz todo sentido nesse momento para melhor atender aos consumidores”, completa Neves.

Publicidade