Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Onyx recorre a Maia para adiar sua convocação na CCJ

Ida do ministro está marcada para esta tarde, mas não há certeza sobre sua presença até agora

Por Evandro Éboli - 12 jun 2019, 11h11

O ministro Onyx Lorenzoni, da Casa Civil, continua a insistir em não ir à CCJ da Câmara para falar do decreto das armas do presidente, convocação marcada para 14h de hoje.

Além de enviar ofício à comissão pedindo adiamento para o final do mês por conta da agenda de Bolsonaro, que não foi votado até esse momento, o ministro recorreu a Rodrigo Maia.

Ele fez contato com o presidente da Câmara e pediu sua ajuda.

“Requeiro a V. Exª que conheça da justificativa por mim apresentada e determine o agendamento de nova data para a sessão” – escreveu Onyx a Maia.

Publicidade

 

Publicidade