Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O TCU e o amor

Para além das instituições e empresas, também há casos pessoais que chegam ao TCU. Num deles, um senhor chamado Amauri tentava reverter uma decisão sobre pensão da Câmara. A história é a seguinte: Amauri tinha 50 anos quando se casou com uma ex-servidora da Câmara. No dia do casamento ela estava com 81 anos. Ficaram […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 08h28 - Publicado em 2 jul 2012, 08h04

TCU: sem pensão

Para além das instituições e empresas, também há casos pessoais que chegam ao TCU. Num deles, um senhor chamado Amauri tentava reverter uma decisão sobre pensão da Câmara.

A história é a seguinte: Amauri tinha 50 anos quando se casou com uma ex-servidora da Câmara. No dia do casamento ela estava com 81 anos.

Ficaram juntos por dez anos. Nos primeiros cinco anos não há provas concretas da união; nos últimos cinco ele admite que não vivia mais sob o mesmo teto da mulher.

Bastaria isso para o TCU negar o pedido da pensão, mas Amauri conseguiu levar aos autos mais um argumento contra seu desejo de receber a grana da Câmara: nem mesmo ao enterro de sua mulher ele compareceu.

Esse tipo de amor o TCU não compreendeu, e, claro, negou o pedido da pensão.

Continua após a publicidade
Publicidade