Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O silêncio do Ministério da Saúde para a Federação Brasileira de Hospitais

Entidade procurou Pazuello para auxiliar na realização da vacinação, mas até agora foi ignorada

Por Mariana Muniz Atualizado em 21 jan 2021, 16h06 - Publicado em 22 jan 2021, 13h31

Dois meses se passaram sem que o Ministério da Saúde responda à proposta da Federação Brasileira de Hospitais, que disponibilizou a rede privada como posto de vacinação contra a covid-19.

No documento dirigido ao ministro Eduardo Pazuello, a entidade que congrega mais de 4 mil hospitais no país se colocou  à disposição “para auxiliar na árdua missão que se avizinha de vacinar a população brasileira em todo território nacional”.

A ideia da Federação é atuar nos moldes do que ocorre nas eleições, quando faculdades e escolas particulares são usadas como locais de votação para facilitar o acesso.

Publicidade