Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O silêncio de Léo Pinheiro vai durar pouco

Delator terá um longo caminho de depoimentos, a partir do despacho de Edson Fachin

Por Robson Bonin Atualizado em 1 out 2019, 11h09 - Publicado em 1 out 2019, 11h08

Delator tardio da Lava-Jato, Léo Pinheiro, o ex-presidente da OAS vai ficar em silêncio por pouco tempo.

Edson Fachin, o relator da operação no Supremo, deve desmembrar a delação e mandar os muitos anexos de Pinheiro para diferentes estados.

Aí será a vez de Léo prestar novos depoimentos. Vai ser um longo processo.

Pinheiro está em casa, depois de um longo período preso em Curitiba.

Continua após a publicidade
Publicidade