Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O potencial bilionário das PPPs na área de iluminação pública

Setor tem potencial para movimentar mais de 10 bilhões de reais em investimentos, mas suspeitas de irregularidades e disputas políticas travam projetos

Por Robson Bonin 7 out 2019, 12h28

Projetos de parcerias público-privadas, as chamadas PPPs, na área de iluminação pública estão emperradas em diversas capitais brasileiras. É um setor com potencial para movimentar mais de 10 bilhões de reais em investimentos.

Em Teresina, por exemplo, vereadores da oposição ameaçam entrar na Justiça contra a licitação vencida por um consórcio formado pelas empresas FM Rodrigues e Consladel.

O valor é de 775 milhões de reais. Em São Paulo, que como Teresina é administrada pelo PSDB, o prefeito Bruno Covas está prestes a recontratar o mesmo consórcio, depois de longa batalha judicial e denúncias de pagamento de propina ao longo da licitação, realizada por Fernando Haddad.

Mas há resistências dentro do próprio governo. Em Salvador, para evitar problemas do tipo, ACM Neto está remodelando sua proposta de PPP, dividindo a cidade em lotes destinados a diferentes consórcios.

Continua após a publicidade
Publicidade