Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O plano bolsonarista para malhar Moro e seu novo empregão nas redes

Neste domingo, a consultoria americana de gestão de empresas Alvarez & Marsal anunciou a contratação do ex-ministro da Justiça como sócio-diretor

Por Robson Bonin Atualizado em 30 nov 2020, 09h20 - Publicado em 30 nov 2020, 09h18

Os aliados de Jair Bolsonaro amanheceram acelerados nos grupos de WhatsApp por causa da notícia do novo emprego de Sergio Moro.

Na noite deste domingo, a consultoria americana de gestão de empresas Alvarez & Marsal anunciou a contratação do ex-ministro da Justiça como sócio-diretor.

Sete meses depois de deixar o governo, Moro vai atuar na área de “Disputas e Investigações” da empresa.

Parlamentares do núcleo duro bolsonarista já escolheram uma estratégia para passar o dia batendo no ex-juiz nas redes.

Vão lembrar as relações da consultoria Alvarez & Marsal com a Odebrecht, cliente da consultoria desde que entrou em recuperação judicial. A OAS, outra estrela que ruiu com a revelação de esquemas de corrupção na Lava-Jato também contratou a consultoria.

Na lógica bolsonarista, Moro atuou na Lava-Jato para quebrar essas empreiteiras. Agora, vai ser muito bem remunerado para tirá-las do buraco.

Uma coisa não tem nada a ver com a outra, mas os bolsonaristas não precisam de lógica para bater em Moro nas redes.

Continua após a publicidade
Publicidade