Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O pedido do chefe da Comissão de Ética da CBF a Caboclo

Carlos Ferreira curtiu a final da Libertadores com ingressos de Caboclo, e agradeceu: 'Campeão não é o Palmeiras, mas, sim, você'

Por Robson Bonin Atualizado em 23 set 2021, 18h30 - Publicado em 24 set 2021, 10h22

Chefe da Comissão de Ética da CBF, Carlos Ferreira ensinou, no julgamento que afastou Rogério Caboclo do comando da entidade, que não frequentava camarotes e jogos para não ser comprometido no ofício.

Esqueceu da final da Libertadores de 2020 — disputada em janeiro de 2021 –, quando levou a filha ao Maracanã com ingressos de Caboclo.

Ele mesmo fez o pedido — se poderia levar a filha — a Caboclo em 22 de janeiro deste ano, oito dias antes do jogo. Caboclo atendeu à solicitação. Em mensagem, disse: “claro, quem você quiser”.

Em 30 de janeiro, logo após a vitória do Palmeiras por 1 a 0 sobre o Santos, o presidente da Comissão de Ética enviou mensagem agradecendo Rogério Caboclo pelos convites.

“Presidente amigo, boa noite. Gratíssimos pelo prazeroso convite. Apreciamos muito. O campeão não é o Palmeiras, mas, sim, você”, disse Ferreira.

Continua após a publicidade

Publicidade