Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O parco orçamento do Ministério da Infraestrutura para o ano que vem

Tarcísio de Freitas deu panorama do caos financeiro da pasta em reunião com deputados do Maranhão

Por Mariana Muniz - Atualizado em 31 jul 2020, 18h24 - Publicado em 31 jul 2020, 18h01

Em reunião com deputados federais nesta sexta-feira, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, deu um panorama sobre o atual momento de “vacas magras” da pasta.

“O limite para o ano que vem do ministério da Infraestrutura inteiro, DNIT, Valec, portos, aeroportos, é 6,3 bilhões de reais. O DNIT vai ter 5,1 bilhões inteiro vai ter menos do que a gente aplicava só em manutenção rodoviária alguns anos atrás”, disse o ministro a parlamentares da bancada do Maranhão.

Segundo Tarcísio, o orçamento do DNIT para o ano que vem será o menor de toda a história do órgão, criado em 2002. “O menor orçamento foi de 4,9, bilhões em 2002, mas se a gente atualizar vai ver que estamos com o menor orçamento da história”, afirmou.

A título de comparação, o ministro, que foi diretor do DNIT durante quatro anos, disse que naquela época o orçamento do departamento chegava a 14 bilhões.

Continua após a publicidade

“É por isso que o apoio da bancada e a união entre Executivo e Legislativo é importante para que a gente possa fazer o que é necessário”, pediu.

Publicidade