Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O operador financeiro do doleiro dos doleiros nos EUA

Novo personagem operaria para Dario Messer também nas Bahamas; em julho, doleiro tinha 17 milhões de dólares numa conta no paraíso fiscal

Por Robson Bonin Atualizado em 19 nov 2019, 10h29 - Publicado em 19 nov 2019, 10h25

Na decisão em que autoriza as prisões e mandados de busca da operação desta terça, Marcelo Bretas lança luz sobre um personagem próximo a Dario Messer, o doleiro dos doleiros, figura central no esquema investigado.

É Roland Gerbauld, descrito como “agente financeiro” de Dario no exterior. Vasculhando as agendas telefônicas e os históricos de contato os investigadores descobriram que Gerbauld auxiliou Dario a ocultar dinheiro sujo nos Estados Unidos e nas Bahamas.

“A análise apresentada pelo polícia federal dos telefones de DARIO, revelou que o contato gravado como “ROL” de número cadastrado na Florida e outro no Brasil seria relativo ao Roland. Segundo os diálogos capturados nos celulares de Myra (Oliveira, namorada de Messer) e Dario, acostados pela PF, Dario acorda com Roland que seria aberta uma offshore nos Estados Unidos em nome de Myra”, registra Bretas.

“Segundo as informações colhidas do celular de Dario, Roland lhe encaminhou por extrato a posição dos investimentos de Messer, que contabilizavam US$ 17,849,702.00, em 08/07/2019, na conta 1000243_00 de sua empresa offshore nas Bahamas”, segue o juiz.

Continua após a publicidade
Publicidade