Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O ministro petista, o piano e a censurada ‘Cálice’

José Eduardo Cardozo, agora advogado em Brasília, dá "canja" nas noites da capital

Por Evandro Éboli Atualizado em 29 abr 2019, 16h45 - Publicado em 29 abr 2019, 16h07

Atuando como advogado em Brasília desde que deixou o governo e a defesa de Dilma Rousseff, o ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo tem mostrado outras habilidades na noite da capital.

Como pianista, por exemplo. Até com certo virtuosismo.

Na noite da inauguração do escritório do amigo e advogado Ernesto Tzirulnik, um entusiasta da música,  o petista, que chegou mais no final da festa, deu uma canja.

No repertório, e em pleno governo Bolsonaro, Cardozo inseriu  “Cálice”, a censurada canção de Chico Buarque e Gilberto Gil, ficou na gaveta da ditadura por cinco anos, de 73 a 78. Confira a performance no vídeo abaixo.

Continua após a publicidade
Publicidade