Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O mercado gostou

O mercado gostou do que ouviu sobre o ajuste fiscal anunciado hoje pelo governo. Tanto pelos números (o corte de 44 bilhões de reais no Orçamento e o superávit primário de 1,9% do PIB) quanto pela credibilidade do ajuste – dessa vez  aparentemente sem malabarismos ou heterodoxias. Resta agora cumprir o prometido, a parte mais […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 04h24 - Publicado em 20 fev 2014, 17h01
Mantega: divergência de metodologia com o Fundo Monetário Internacional

Mantega: boa notícia ao mercado

O mercado gostou do que ouviu sobre o ajuste fiscal anunciado hoje pelo governo. Tanto pelos números (o corte de 44 bilhões de reais no Orçamento e o superávit primário de 1,9% do PIB) quanto pela credibilidade do ajuste – dessa vez  aparentemente sem malabarismos ou heterodoxias. Resta agora cumprir o prometido, a parte mais difícil do jogo.

Se os números de inflação que serão divulgados amanhã forem bons, já tem gente apostando que o Copom pode abortar a subida de juros na semana que vem, até então dada como certa.

Publicidade