Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O homem-bomba vai falar

Diante das informações que recebeu de que o homem-bomba Paulo Roberto Costa aderiu à delação premiada, seu advogado, Nélio Machado, está deixando a causa. Diz Nélio Machado: – Não trabalho com o instituto da delação premiada. Pelas informações recebidas por Machado, Costa, incentivado pela mulher, Marici, que há tempos vinha se desentendendo com o advogado […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 03h13 - Publicado em 22 ago 2014, 19h03
Depoimento na CPI de compadres

Paulo Roberto, nos tempos em que ainda sorria

Diante das informações que recebeu de que o homem-bomba Paulo Roberto Costa aderiu à delação premiada, seu advogado, Nélio Machado, está deixando a causa. Diz Nélio Machado:

– Não trabalho com o instituto da delação premiada.

Pelas informações recebidas por Machado, Costa, incentivado pela mulher, Marici, que há tempos vinha se desentendendo com o advogado justamente por causa da delação premiada, topou abrir a boca. E a partir de agora tem como advogada a criminalista paulista Beatriz Catta Pretta.

Paulo Roberto está neste momento na Polícia Federal de Curitiba.

Sai de baixo. Recentemente, Paulo Roberto, ameaçou, em conversa com um interlocutor:

– Se eu falar, não vai ter eleição. (leia mais aqui ).

Até ontem, apesar da insistência da mulher, Paulo Roberto se negava a fazer a delação. A nova etapa da Operação Lava Jato, realizada hoje no Rio de Janeiro, o fez mudar de ideia.

Continua após a publicidade
Publicidade