Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O dilema pedetista

A Executiva Nacional do PDT se reuniu ontem à tarde, em Brasília. Em meio a mais uma coleção de maracutaias na pasta comandada por Manoel Dias, vários integrantes da cúpula, como Vieira da Cunha e Enio Bacci, defenderam abertamente o pleito de boa parte da bancada da Câmara: que o partido entregue o ministério do […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 05h25 - Publicado em 12 set 2013, 08h21

A favor de sair da Esplanada

A Executiva Nacional do PDT se reuniu ontem à tarde, em Brasília. Em meio a mais uma coleção de maracutaias na pasta comandada por Manoel Dias, vários integrantes da cúpula, como Vieira da Cunha e Enio Bacci, defenderam abertamente o pleito de boa parte da bancada da Câmara: que o partido entregue o ministério do Trabalho.

O líder pedetista na Câmara e aliado de Carlos Lupi, André Figueiredo, pelo menos no discurso, afirma não se opôr ao movimento, caso seja a vontade da maioria de seus correligionários.

Figueiredo ponderou, no entanto, que deixar a Esplanada neste momento significa colar de uma vez por todas a sujeira exposta pela Polícia Federal em Manoel Dias, histórico quadro do partido.

Continua após a publicidade

Publicidade