Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Novo PGR não descarta chamar ex-auxiliar de Dodge para equipe

Publicamente, no entanto, Aras só falará em nomes depois de receber a aprovação do Senado

Por Robson Bonin - 16 set 2019, 07h01

Escolhido por Jair Bolsonaro para comandar a PGR, Augusto Aras costuma falar muito bem de Raquel Branquinho, braço-direito de Raquel Dodge que pilotou a debandada de procuradores da equipe da Lava-Jato recentemente (leia mais em Fim melancólico).

Pode até convidá-la para um posto na equipe. Publicamente, no entanto, Aras só falará em nomes depois de receber a aprovação do Senado.

Publicidade