Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

No CNJ, Fux promete dar agilidade a júri do caso Marielle Franco

Presidente do CNJ e do STF quer respostas para o caso

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 30 mar 2021, 21h00 - Publicado em 31 mar 2021, 11h32

Durante reunião do Observatório dos Direitos Humanos do Poder Judiciário, Luiz Fux firmou compromisso para dar agilidade ao júri sobre Marielle Franco. “O CNJ cobrará a realização bastante célere do júri para que apure todos os fatores que influenciaram esse flagelo que ocorreu na política brasileira, que foi o assassinato brutal de Marielle Franco”, ressaltou Fux.

O compromisso foi assumido pelo presidente do CNJ e do STF na terça-feira, após apresentação da viúva Monica Benício sobre a situação em que se encontra o caso de Marielle Franco, vereadora carioca assassinada há três anos.

Monica reafirmou a importância de que ocorram os julgamentos dos acusados pela execução do assassinato. Ronnie Lessa e Elcio Queiroz recorreram, mas o juiz responsável pelo processo no Rio de Janeiro manteve a decisão. “O mundo exige resposta e o Estado brasileiro tem o compromisso de apresentá-la”, disse Monica.

Publicidade