Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

No caminho

Muita gente estranhou a decisão de José Sarney de realizar uma sessão extraordinária ontem para analisar propostas da reforma política no plenário do Senado (leia mais em Reforma na pauta). A sessão, inesperada, foi um fracasso, mas serviu direitinho para atrapalhar a vida do governo. Por causa da sessão chamada por Sarney, a CCJ não […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 09h16 - Publicado em 22 mar 2012, 13h01

Ficou tudo parado

Muita gente estranhou a decisão de José Sarney de realizar uma sessão extraordinária ontem para analisar propostas da reforma política no plenário do Senado (leia mais em Reforma na pauta). A sessão, inesperada, foi um fracasso, mas serviu direitinho para atrapalhar a vida do governo.

Por causa da sessão chamada por Sarney, a CCJ não conseguiu encaminhar a tramitação do projeto do Funpresp, prioridade para o Planalto, e também não votou a proposta de reforma administrativa do Senado. A reunião da comissão precisou ser interrompida com o início da tal análise das propóstas de reforma política no plenário.

Publicidade