Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Nísia Trindade, presidente da Fiocruz, é reconduzida ao cargo

Atual presidente da fundação foi a primeira colocada em lista tríplice encaminhada a Jair Bolsonaro, que fez a nomeação

Por Mariana Muniz Atualizado em 11 jan 2021, 17h22 - Publicado em 11 jan 2021, 17h07

Primeira mulher a presidir a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Nísia Trindade Lima acaba de ser reconduzida ao cargo por mais quatro anos. A nomeação da pesquisadora está em edição extra do Diário Oficial da União nesta segunda-feira.

Nísia foi o nome mais votado no processo eleitoral que buscou definir o comando da fundação e encabeçou a lista tríplice que foi submetida ao presidente Jair Bolsonaro, depois de passar pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

Acirrada, a disputa para a presidência da Fiocruz chegou a ter um candidato “bolsonarista” — mas que não teve votos suficientes para figurar entre os três integrantes da lista.

Com orçamento de quase 4 bilhões de reais, a Fiocruz, como se sabe, irá fabricar a vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório britânico AstraZeneca.

Continua após a publicidade
Publicidade