Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Na AGU, Cardozo vai fechar leniências da Lava-Jato

Uma das primeiras missões de José Eduardo Cardozo na Advocacia-Geral da União será fechar os acordos de leniência das empresas investigadas na Lava-Jato. Os acordos, já negociados pela CGU (Controladoria Geral da União), estão parados na AGU à espera de um acordo com o Tribunal de Contas da União — que reclama de ter tido […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 23h25 - Publicado em 29 fev 2016, 17h34
Cardozo e Adams: transição na AGU

Cardozo e Adams: transição na AGU

Uma das primeiras missões de José Eduardo Cardozo na Advocacia-Geral da União será fechar os acordos de leniência das empresas investigadas na Lava-Jato.

Os acordos, já negociados pela CGU (Controladoria Geral da União), estão parados na AGU à espera de um acordo com o Tribunal de Contas da União — que reclama de ter tido suas prerrogativas suprimidas nos acordos graças a mudanças feitas na lei anticorrupção — e de aval da Petrobras, que discorda de algumas cláusulas negociadas com as empresas.

O atual advogado-geral, Luís Inácio Adams, e Cardozo, conversaram por telefone nesta segunda-feira e acertaram uma reunião para acertar os detalhes da transição.

Adams vai trabalhar em um escritório de advocacia norte-americano.

Antes de deixar o cargo, o atual advogado-geral quer concluir a negociação do acordo de reparação do desastre do rompimento da barragem da Samarco em Mariana (MG).

Continua após a publicidade
Publicidade