Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Mudanças no setor aéreo

O setor aéreo brasileiro anda nervoso. Como se já não bastasse o vermelho bilionário que tem tingido os balanços das grandes companhias, elas foram informadas de que na quinta-feira será publicado um edital convocando para uma audiência pública em que serão discutidas propostas do governo para o setor. Feitas sob inspiração do secretário do Tesouro […]

Por Da Redação - Atualizado em 18 fev 2017, 09h22 - Publicado em 30 jan 2013, 06h01

Setor anda nervoso

O setor aéreo brasileiro anda nervoso. Como se já não bastasse o vermelho bilionário que tem tingido os balanços das grandes companhias, elas foram informadas de que na quinta-feira será publicado um edital convocando para uma audiência pública em que serão discutidas propostas do governo para o setor.

Feitas sob inspiração do secretário do Tesouro Nacional, Arno Agostin, elas tratam, entre outras coisas de mudanças importantes na operação do aeroporto de Congonhas.

De acordo com o que chegou à cúpula das empresas, as mudanças em discussão criariam um teto no preço das tarifas dos voos que decolam e aterrissam por lá.

Publicidade

Haveria também uma alteração radical nos slots (autorização de pousos e decolagens) de cada empresa – elas perderiam, de pronto, cerca de 30% dos atuais slots. E para completar, seriam impostas restrições pesadas para a demissão de funcionários.

Publicidade