Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

MPF: Nuzman tem ‘relação intrincada’ com Jacob Barata

MPF aponta sinais de corrupção

Por Ernesto Neves Atualizado em 5 out 2017, 11h23 - Publicado em 5 out 2017, 11h00

Segundo o documento enviado pelo Ministério Público Federal ao juiz Marcelo Bretas, Carlos Nuzman mantém proximidade com outro investigado por corrupção pela Lava-Jato: o empresário Jacob Barata Filho.

“Além das pessoas já referidas, há evidências de relações de proximidade entre o Comitê Rio 2016 e Jacob Barata, réu nas ações penais Operação Ponto Final. O Consórcio Rio Transportes firmou contrato com o Comitê Rio 2016 com a finalidade de prestação de serviços de consultoria de transportes para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016. Dentre as empresas que compõem o Consórcio, Jacob Barata é integrante de suas delas”, escreveram os procuradores.

“Ao que parece, há intrincada rede de relacionamentos entre membros da organização criminosa já condenados, ou que ainda respondem a ações penais, e as pessoas e empresas ora investigadas”, conclui o MPF.

Publicidade