Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

MPF no Rio diz que governo federal é omisso sobre racismo religioso

MPF destaca ausência de políticas para enfrentar intolerância e violência religiosa

Por Mariana Muniz - Atualizado em 20 nov 2019, 17h10 - Publicado em 20 nov 2019, 16h10

Ao fazer recomendações de reparação a vítimas de atos de intolerância e violência religiosa, o MPF no Rio de Janeiro disse que o governo federal é omisso na abordagem do tema. A manifestação foi motivada por episódios de ataques a terreiros nas cidades de Duque de Caxias e Nova Iguaçu, região metropolitana do Rio. 

Como sinais dessa omissão, o MPF destaca a “ausência de políticas claras” da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) para enfrentar o racismo religioso e o discurso de Jair Bolsonaro na Assembleia Geral da ONU.

Segundo o MPF, o discurso do presidente falou em “intolerância religiosa” mas não fez qualquer menção ao racismo religioso e seu impacto na liberdade religiosa dessas comunidades que praticam religiões de matriz africana.

 

Publicidade