Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

MPF: Eike agia para manipular mercado enquanto empresas afundavam

Leia mais...

Por Ernesto Neves Atualizado em 8 ago 2019, 12h34 - Publicado em 8 ago 2019, 12h25

Na investigação que embasou a nova prisão de Eike Batista, o MPF detalha como, em 2013, o empresário passou a agir deliberadamente para manipular as ações de suas empresas em meio à uma profunda crise.

“(…) em 15 de abril de 2013, foram discutidas abertamente as dificuldades de exploração dos campos de petróleo da OGX (…) diz o MPF.

Segundo os procuradores, Eike participou ativamente das reuniões e sabia das péssimas perspectivas para sua empresa.

“(…) Inicialmente, às vésperas e mesmo no dia da realização dessa reunião, novamente num movimento manipulativo, Eike Batista tenta valorizar os bonds da empresa OGX, buscando uma falsa imagem positiva ao mercado. Por isso realiza as compras dos dias 12 de abril, 15 de abril e até mesmo no dia 16 de abril de 2013”, escrevem os procuradores.

 

Continua após a publicidade
Publicidade