Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

MP não alivia nem os poupados em denúncia contra Marcelo Miller

Procuradores dizem que não encontraram provas, mas afirmam que os não denunciados sabiam de tudo

Por Gabriel Mascarenhas - Atualizado em 25 jun 2018, 17h57 - Publicado em 25 jun 2018, 17h40

Num tom excessivamente duro, o Ministério Público não aliviou nem para Wesley Batista, Ricardo Saud e Fernanda Tórtima na denúncia oferecida contra o ex-procurador Marcelo Miller e Joesley Batista.

Ainda que não tenham sido denunciados na acusação oferecida, os procuradores fizeram questão de registrar que a falta de seus nomes não significa que eles não tenham culpa. De forma até surpreendente, o MP afirma que a ausência de seus nomes não significa “arquivamento explícito, implícito ou administrativo” e que eles sabiam e participaram da orientação e ajuda de Miller.

“No entanto, ainda não há provas suficientes de suas participações no oferecimento da promessa de vantagem indevida a Marcelo Miller e Esther Flesch”, diz o comunicado endereçado à Justiça.

De acordo com o MP, as condutas de Batista, Saud e Tórtima ainda serão objeto de investigação.

Publicidade