Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Mourão alertou aliados sobre desvantagem de abrigar Bolsonaro no PRTB

O vice-presidente é filiado ao partido desde 2018

Por Gustavo Maia Atualizado em 20 Maio 2021, 18h32 - Publicado em 21 Maio 2021, 09h00

Partiu de Hamilton Mourão o seguinte alerta à cúpula do PRTB, seu partido, sobre a desvantagem de abrigar Jair Bolsonaro e seu grupo político para as eleições de 2022: caso aceitasse as condições do presidente, os herdeiros de Levy Fidelix perderiam completamente o controle sobre a legenda fundada há quase 30 anos pelo patriarca, morto em abril em decorrência da Covid-19.

Agora presidido viúva de Levy, Aldineia Fidelix, o PRTB é uma das siglas em tratativas com Bolsonaro para a disputa do ano que vem. No fim de abril, o presidente recebeu três filhos do casal e reforçou a exigência de assumir a legenda por completo, como fez o PSL.

Filiado ao partido desde 2018, meses antes de ser chamado de última hora para ser vice de Bolsonaro, Mourão costuma dizer a quem o pergunta sobre o assunto que não integra a Executiva Nacional da sigla, mas que deixou claro que apoiaria qualquer conclusão para a novela. Ao que tudo indica, não será um casamento com o PRTB.

Publicidade