Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Moro interrompe depoimento e diz que escritor faz propaganda de Lula

Fernando Morais depôs na manhã desta segunda (11)

Por Da Redação - Atualizado em 11 Jun 2018, 22h23 - Publicado em 11 Jun 2018, 12h39

O escritor Fernando Morais e o juiz Sergio Moro trocaram farpas na manhã desta segunda (11).

Chamado para depor como testemunha de Lula na ação penal que investiga o sítio de Atibaia, Morais, que escreve uma biografia do ex-presidente, disse que o acompanha desde 2010.

Ele afirmou ainda que, nesses oito anos, Lula sempre esteve disponível a todos os seus questionamentos.

E que numa viagem a Londres ouviu de Bono, cantor do U2, que Lula é uma espécie de Nelson Mandela. Isso porque o ex-presidente, nas palavras de Bono, tem o poder de unir todas as raças.

Continua após a publicidade

Nesse momento, Morais foi interrompido por Moro.

O juiz disse que Morais estava lá para fazer propaganda do Lula. E pediu para que o diálogo não entrasse para os autos do processo.

A interrupção foi questionada pelo advogado de Lula, Cristiano Zanin:

“Mas é importante, porque faz parte da história do Lula”.

Continua após a publicidade

Em seguida, foi a vez de Fernando Morais rebater:

“Não faço propaganda, faço jornalismo dos meus biografados”.

Publicidade