Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Moraes pede manifestação da PGR sobre ação de Bolsonaro em condomínio

Trata-se da notícia-crime da oposição após presidente dizer que teve acesso a memória da secretária eletrônica da portaria

Por Evandro Éboli - Atualizado em 21 Nov 2019, 08h42 - Publicado em 21 Nov 2019, 07h41

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, pediu ontem ao procurador-geral Antônio Aras que se manifeste sobre notícia-crime de partidos da oposição contra Jair Bolsonaro, seu filho Carlos e o ministro Sergio Moro.

Trata-se da notícia-crime do PT, PSOL, PDT e PCdoB motivada por declaração do próprio presidente da República de que ele, e Carluxo, se apropriaram de toda a memória dos últimos dez anos da secretária eletrônica da portaria do condomínio Vivendas da Barra, no Rio.

A oposição já considerou um avanço esse passo, pois achava que o pedido não vingaria.

Mas, por outro lado, está ciente que Aras dificilmente recomenda o seguimento dessa história. Ainda mais agora que o porteiro recuou em novo depoimento e eximiu Bolsonaro da história.

Continua após a publicidade

No pedido, a esquerda pede a apreensão da secretária eletrônica e de todos os livros e planilhas da portaria, entre outros.

Publicidade