Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ministro e porta-voz

Gilberto Carvalho e Manoel Dias estão na Comissão de Fiscalização da Câmara tentando dar suas explicações a respeito do manancial de irregularidades encontradas nos convênios de ONGs com o Ministério do Trabalho e das relações do governo com o MST. Na verdade, Manoel Dias não tem versão alguma. Toda a sua defesa saiu direto do […]

Por Da Redação - Atualizado em 31 jul 2020, 04h10 - Publicado em 26 mar 2014, 20h29
Um manda, outro obedece

Um manda, outro obedece

Gilberto Carvalho e Manoel Dias estão na Comissão de Fiscalização da Câmara tentando dar suas explicações a respeito do manancial de irregularidades encontradas nos convênios de ONGs com o Ministério do Trabalho e das relações do governo com o MST.

Na verdade, Manoel Dias não tem versão alguma. Toda a sua defesa saiu direto do Palácio do Planalto, cuidadosamente escrita pela equipe de Gilberto Carvalho. O texto lido por Dias expõe a estratégia: empurrar todas as suspeitas para a gestão de Carlos Lupi à frente do ministério.

Antes da audiência pública na comissão, Dias reuniu-se com Gilberto Carvalho para receber as orientações e dizer amém.

Continua após a publicidade
Publicidade