Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ministro da Educação mantém técnico na Secretaria de Ensino Superior

Milton Ribeiro reconduziu Wagner Vilas Boas de Souza, servidor de carreira do MEC

Por Mariana Muniz - Atualizado em 31 jul 2020, 13h50 - Publicado em 31 jul 2020, 11h49

Dando prosseguimento à montagem de sua equipe, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, decidiu manter na Secretaria de Educação Superior do MEC Wagner Vilas Boas de Souza. O anúncio foi feito nesta sexta-feira, em uma rede social. 

Servidor do MEC de carreira, Souza é considerado um quadro técnico. Foi nomeado por Abraham Weintraub em fevereiro, depois que o então secretário, Arnaldo Lima Junior, pediu demissão em meio aos erros na divulgação de notas no Enem e falhas no Sisu. 

ASSINE VEJA

Os 10 fazendeiros que mais desmatam a Amazônia Leia em VEJA: Levantamento exclusivo revela os campeões da destruição. Mais: as mudanças do cotidiano na vida pós-pandemia
Clique e Assine

Acabo de convidar para permanecer na posição de Secretário de Educação Superior do MEC o professor Wagner Vilas Boas de Souza. É doutorando em Administração pela Universidade de Brasília (UnB), mestre em Administração Pública. Ele aceitou o convite e fará parte da nova equipe”, escreveu o ministro. 

De abril a novembro de 2019, segundo o MEC, Vilas Boas ocupou o cargo de diretor de Desenvolvimento da Rede de Instituições Federais de Educação Superior. 

Apesar da permanência de Vilas Boas na secretaria, ao longo da semana uma série de mudanças no corpo do MEC começaram a ser feitas pelo novo ministro. Na segunda-feira, por exemplo, Ribeiro demitiu quatro assessores especiais ligados a Weintraub e à ala ideológica que entrou na pasta na gestão anterior.

Internamente, a expectativa é de que uma dança das cadeiras aconteça a partir da semana que vem.

Continua após a publicidade
Publicidade