Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ministro da Educação mantém técnico na Secretaria de Ensino Superior

Milton Ribeiro reconduziu Wagner Vilas Boas de Souza, servidor de carreira do MEC

Por Mariana Muniz - Atualizado em 31 jul 2020, 13h50 - Publicado em 31 jul 2020, 11h49

Dando prosseguimento à montagem de sua equipe, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, decidiu manter na Secretaria de Educação Superior do MEC Wagner Vilas Boas de Souza. O anúncio foi feito nesta sexta-feira, em uma rede social. 

Servidor do MEC de carreira, Souza é considerado um quadro técnico. Foi nomeado por Abraham Weintraub em fevereiro, depois que o então secretário, Arnaldo Lima Junior, pediu demissão em meio aos erros na divulgação de notas no Enem e falhas no Sisu. 

ASSINE VEJA

Os 10 fazendeiros que mais desmatam a Amazônia Leia em VEJA: Levantamento exclusivo revela os campeões da destruição. Mais: as mudanças do cotidiano na vida pós-pandemia
Clique e Assine

Acabo de convidar para permanecer na posição de Secretário de Educação Superior do MEC o professor Wagner Vilas Boas de Souza. É doutorando em Administração pela Universidade de Brasília (UnB), mestre em Administração Pública. Ele aceitou o convite e fará parte da nova equipe”, escreveu o ministro. 

De abril a novembro de 2019, segundo o MEC, Vilas Boas ocupou o cargo de diretor de Desenvolvimento da Rede de Instituições Federais de Educação Superior. 

Continua após a publicidade

Apesar da permanência de Vilas Boas na secretaria, ao longo da semana uma série de mudanças no corpo do MEC começaram a ser feitas pelo novo ministro. Na segunda-feira, por exemplo, Ribeiro demitiu quatro assessores especiais ligados a Weintraub e à ala ideológica que entrou na pasta na gestão anterior.

Internamente, a expectativa é de que uma dança das cadeiras aconteça a partir da semana que vem.

Publicidade