Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ministra comenta sermão de estudante da USP: ‘Democracia’

Paraninfa de turma, Tereza Cristina ouviu que sua gestão é a 'cara da bancada ruralista'

Por Mariana Muniz - 14 jan 2020, 19h28

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse que não foi uma “saia justa” o “sermão” que ouviu nesta terça-feira de uma formanda da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da USP. Ela foi escolhida como paraninfa da turma que está terminando o curso. 

Ao receber os alunos, a ministra ouviu críticas a sua gestão no ministério e às políticas do governo para essa área. Nas redes sociais, a ministra disse, com razão, que a diferença de opiniões faz parte da democracia.

Desejo muito sucesso aos formandos. Agradeço a honra e oportunidade de estar com todos vocês. Ao contrário do que dizem por aí, não houve saia-justa. Houve e há democracia e é ela que garante dar voz a todos que têm opiniões diferentes das nossas”, escreveu Tereza em sua conta no Twitter. 

Como mostrou o Radar mais cedo, a ministra, ao vivo, manteve a calma e falou sobre as diferenças de opinião que fazem parte da democracia.

A ministra também escreveu na rede social que fez questão de encontrar os alunos “mesmo com a agenda apertada” já que estará viajando e não poderá participar da colação. 

 

Continua após a publicidade
Publicidade