Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Mercado imobiliário de SP começa a dar sinais de retomada

Levantamento da OLX mapeou a procura por aluguel e compra de imóveis nos primeiros nove meses do ano

Por Robson Bonin - 14 nov 2019, 16h57

Levantamento da OLX sobre o mercado imobiliário no estado de São Paulo mostra que os primeiros nove meses do ano registraram uma retomada de gastos relacionados a alugueis e compra de imóveis.

Enquanto o aluguel de casas e apartamentos cresceu 22% entre janeiro e setembro deste ano em relação ao mesmo período de 2018, a procura por imóveis à venda variou positivamente 2%. A procura por compra de imóveis avaliados em mais de 2 milhões de reais cresceu 13%, a maior variação entre todas as faixas de preço.

Na comparação com 2018, em relação às faixas de preços, pode-se verificar o aumento de 19% na busca por imóveis com aluguéis de até 500 reais, de 22% por apartamentos e casas de 500 a 1.000 reais, de 36% para os de 1.000 a 2.000 reais, e de 33% para aluguéis acima de 2.000 reais.

“Os dados da OLX indicam maior confiança do usuário para aquisição ou locação de imóveis. A queda das taxas de juros, as novas modalidades de financiamento e o aumento na quantidade de empreendimentos lançados aceleram a tomada de decisão dos consumidores”, diz o diretor de Imóveis da OLX, Marcelo Dadian.

Publicidade