Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Médico que deu atestado a lobista da Precisa voltou atrás, diz Randolfe

Representante da empresa que tentou vender doses da Covaxin ao governo faltou à CPI nesta quarta alegando problemas de saúde

Por Lucas Vettorazzo 1 set 2021, 20h02

O vice-presidente da CPI da Pandemia, senador Randolfe Rodrigues, disse há pouco que o médico que concedeu o atestado usado pelo lobista da Precisa Medicamentos para escapar de responder às perguntas da comissão voltou atrás e disse que cancelaria o documento. 

Lobista da empresa que está no centro das suspeitas do caso da compra de doses superfaturadas de vacinas Covaxin pelo Ministério da Saúde, Marconny Faria não compareceu ao depoimento marcado para esta quarta-feira na CPI alegando problemas de saúde. 

Segundo Randolfe, o médico que assina o atestado entrou em contato com a CPI nesta quarta a noite e teria dito que “notou uma simulação por parte do paciente” e que iria invalidar o documento. 

Segundo o Radar apurou, se Marconny conseguir se safar mais uma vez nesta quinta, a pessoa que será ouvida será o ex-secretário de Saúde do DF Francisco Araújo Filho. 

Continua após a publicidade
Publicidade