Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Marina Silva critica ‘pedaladas’ do governo em mortes por coronavírus

Ex-ministra debate a crise com Fernando Henrique Cardoso e Ciro Gomes na GloboNews nesta tarde

Por Robson Bonin Atualizado em 7 jun 2020, 16h28 - Publicado em 7 jun 2020, 16h25

No debate conduzido por Miriam Leitão, na GloboNews, nesta tarde de domingo, Marina Silva, Ciro Gomes e o ex-presidente Fernando Henrique debatem a crise que traga o país na economia, no social e na saúde.

Ao falar do papel de Eduardo Pazuello, o general do Exército no comando do Ministério da Saúde, nesse episódio da maquiagem de números da pandemia, Marina lamentou o papel dos militares.

“Com todo o respeito aos militares, mas não é papel deles cuidar da saúde, a menos que sejam médicos mandatários para isso. Nesse episódio dos números, os militares fazem pedaladas pandêmicas”, disse Marina.

O debate ainda tem um diálogo civilizado entre Ciro e Fernando Henrique com recados a Lula sobre convivência democrática. “O passado passou. Temos que olhar para a frente, para o futuro do país”, diz FH, com a concordância de Ciro. “Dar as mãos a adversário político não é nada. Ninguém vai entender que alguém, por diferenças políticas, não se una para defender a democracia. Quem não vier, é traidor”, diz Ciro.

Continua após a publicidade
Publicidade