Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Márcio França faz campanha antecipada e ilegal

Vice-governador de São Paulo disparou pesquisa por telefone

Por Da Redação Atualizado em 22 mar 2018, 15h39 - Publicado em 22 mar 2018, 07h23

Vice-governador de São Paulo, Márcio França (PSB) vem fazendo campanha eleitoral antecipada, o que é ilegal.

Ele disparou um levantamento por telefone (o áudio pode ser conferido abaixo) em que o ouvinte é instado a responder uma série de questões.

O levantamento se inicia querendo saber se o ouvinte concorda com a saída de João Doria da prefeitura para se candidatar ao governo estadual.

Na questão seguinte, é preciso responder se o ouvinte conhece Márcio França, assim como a idade.

O questionário termina com perguntas sobre em quem o eleitor votará para governador em outubro.

Continua após a publicidade

Atualização:

Em virtude da notícia veiculada na coluna Radar, do Portal da Veja, o vice-governador de São Paulo, Márcio França, afirma que segue na conduta de respeito absoluto ao que determina a legislação eleitoral.

Diz ainda que “não corresponde aos fatos a informação de que França teria agido de forma ilegal ao realizar levantamento telefônico, bem como, campanha antecipada”.

E que “de acordo com a Lei Geral das Eleições, não há vedação para a realização de coleta de opiniões de eleitores fora do período eleitoral para consumo interno, dessa forma não configurando propaganda antecipada.

A conduta ilegal se daria, caso houvesse a divulgação dos resultados obtidos, o que, frisamos, não ocorreu e nem ocorrerá.

Colocamo-nos ao seu dispor para prestar, antecipadamente, quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessários para levarmos a informação correta aos leitores desta respeitável coluna”.

Continua após a publicidade

Publicidade