Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Mandetta escolhe palácio de opositor para mandar recados a Bolsonaro

Ministro concedeu entrevista na sala de Ronaldo Caiado, em Goiás; Mandetta mostra que não ficará parado, caso seja demitido do Planalto

Por Robson Bonin Atualizado em 12 abr 2020, 23h48 - Publicado em 12 abr 2020, 23h42

Rompido com Jair Bolsonaro, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, ofereceu emprego ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, caso ele seja demitido pelo presidente, que insiste em boicotar seu trabalho no governo.

Como em política, alguns gestos revelam mais do que palavras, Mandetta abraçou o opositor do presidente para falar o que estava travado na garganta. Entre tantos recados dados pelo ministro — que é colega de partido de Caiado — na entrevista deste domingo, o cenário da conversa soou como aviso.

O ministro da Saúde falou ao Fantástico, da TV Globo, de dentro do Palácio das Esmeraldas, a sede do governo goiano de Caiado. Foi a forma encontrada pelo ministro para mostrar ao presidente que não continuará calado nem parado, caso seja demitido do Planalto.

Seu palanque só migrará da Esplanada para o Palácio das Esmeraldas. “Mais claro o recado, impossível”, disse um aliado do governador.

Continua após a publicidade
Publicidade