Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Malafaia e Eduardo Paes viram réus por improbidade administrativa

Em licitação do evento 'Marcha para Jesus'

Por Pedro Carvalho Atualizado em 25 jan 2019, 00h02 - Publicado em 24 jan 2019, 14h34

O ex-prefeito do Rio Eduardo Paes e o pastor Silas Malafaia viraram réus em ação de improbidade administrativa que investiga a aplicação, sem licitação, de R$ 1,6 milhão no evento religioso “Marcha para Jesus”, realizado na cidade em 2013.

A decisão é da juíza Mirela Erbisti, da 3ª Vara de Fazenda Pública do Rio, que recebeu a acusação feita pelo Ministério Público.

Também são acusados o ex-chefe da Casa Civil Guilherme Schleder, o Conselho dos Ministros Evangélicos do Estado e o município do Rio.

Publicidade